terça-feira, 20 de janeiro de 2015

NOTÍCIAS, OPINIÕES E FATOS




* Toda esta "cantilena" de cortes no orçamento anunciados por quase todos os prefeitos da Região do Lagos, os famosos "sultões do petróleo", motivadas pela redução dos royalties, é reveladora da forma descontrolada, perdulária e pouco efetiva que se fazia do uso destes recursos. Esbanjamento em shows, excesso de cargos em comissão inchando a máquina pública, contratos de prestação de serviços e licitações sem transparência e com valores acima do mercado e terceirizações diversas foram e ainda são as marcas destas administrações.

* Na primeira possível dificuldade, que indica uma queda momentânea destes recursos, anunciam o que já deveriam fazer deste o início, ou seja, fazer um criterioso controle e priorizar as políticas públicas essenciais, como saúde, educação, saneamento, habitação popular, transporte, geração de emprego e renda e políticas efetivas de proteção ao meio ambiente, visando preparar as cidades para o futuro. Planejar, melhorar a gestão e estabelecer as prioridades corretas nunca foram a intenção destes últimos "probos" administradores. A população tem sofrido com estas carências, mas as "famiglias" dos prepotentes alcaides vão muito bem obrigada !!

* Aliás, como são grandes estas "famiglias". O nepotismo escancarado grassa em Cabo Frio há praticamente 20 anos sem que grande parte da população esboce qualquer indignação para o fato. Alguns até se beneficiam das migalhas que caem das mesas fartas e por isso se calam vergonhosamente.

* Ao longo destes últimos 20 anos mais de 8 bilhões de reais transitaram pelos cofres públicos municipais de Cabo Frio, mas ninguém em sã consciência consegue ver obras públicas, equipamentos urbanos e políticas públicas que justifiquem esta dinheirama. Na outra ponta, os dois últimos "ínclitos" administradores "esfregam" na cara da população uma evolução patrimonial inteiramente incompatível com os rendimentos auferidos na função pública. O orçamento público sempre esteve envolto numa total obscuridade e a nossa "brava" Câmara de Vereadores nunca fez esforço nenhum para clareá-lo para a população como é de sua obrigação constitucional.
É um verdadeiro escárnio !!

* Tem pessoas que dizem que não adianta tocar neste assunto, que grande parte da população não se importa, que considera a corrupção e o roubo de dinheiro público um fator secundário na política, porém, apesar de entender estas razões e até certo ponto concordar com elas, entendo que é pedagógico continuar "batendo nesta tecla" para pelo menos tentar fazer com que uma outra parte que não pensa assim, que não concorda e mostra indignação com tudo isso, entenda a necessidade da luta por mudanças neste processo político e neste modelo de gestão pública, onde transparência, participação popular e inversão de prioridades são fundamentais.
Luta que segue !!


* Quando se fala em mudanças e renovação a grande pergunta que sempre fica é: Qual o tipo de mudança no quadro político e qual a sua abrangência ?
Eleger uma "cara nova" apoiada e bancada por velhos caciques políticos não significa renovação nenhuma. A "cara nova" vai representar os velhos interesses e repetir os velhos métodos e práticas que foram objeto de repulsa e indignação.
A renovação precisa atingir todas as duas esferas da política: O Executivo e o Legislativo.
O poder econômico de inúmeros candidatos, principalmente a cargos no Executivo, vai tentar impedir isso. A reforma no Legislativo vai encontrar as "portas mais abertas".
Isso não significa que ninguém possa ser reeleito. Não podemos nunca fazer generalizações em campo nenhum, nem mesmo no campo político. Quem dignificou seu mandato e esteve ao lado da população merece ser reeleito, mesmo admitindo que poucos fizeram isso.

* Renovação envolve informação, ousadia e coragem de assumir riscos e responsabilidades com o coletivo da sociedade. Respeito o direito democrático de qualquer cidadão de votar nulo, mas está provado que isto não muda o quadro político.
O cidadão mais carente, na maioria das vezes por ato proposital dos maus governantes e parlamentares, continua "presa fácil" da compra de voto e vai manter os quadrilheiros no poder.

* As pesquisas mostram que a maioria dos que anula o voto faz parte da população que tem acesso a informação e uma educação de maior qualidade na formação escolar e cidadã. Com mais critério e apuro é possível votar e participar coletivamente deste processo de mudança. Não podemos deixar que os maus políticos nos convençam que só tem "picareta" militando no ambiente político e que todos "navegam" nesta vala comum. Isso não é verdade. Tem políticos eleitos e outros buscando espaço para te "REPRESENTAR" e não te "SUBSTITUIR", como tem feito aqueles que precisam ser retirados da vida pública.


* Esta obra realizada na Avenida Joaquim Nogueira é de uma inutilidade a toda prova. No mínimo não prioritária. Só atende e satisfaz aos empreiteiros que a realizaram. Não tem placa explicitando o valor gasto, nem o prazo de entrega. Aliás, transparência nunca é a prática nas obras públicas nesta cidade, nem neste e nem no governo anterior.
Retiraram-se as árvores e ficou uma paisagem feia, concretada, com material de padrão inferior. O estacionamento no canteiro central não impediu que os caros continuem estacionando ao lado da avenida. Logo, não houve nenhum ganho em relação a mobilidade urbana, pois o transito continuou tremendamente caótico no local. Acabaram com a pequena ciclovia central, colocando em maior risco os ciclistas. Nenhuma ação efetiva de ordenamento urbano ocorreu no local, onde o "vale tudo" continua imperando.

* Enfim, qual o ganho para o cidadão ?
Milhares de reais foram "enterrados" em mais uma obra não prioritária, perdulária, deixando "na mão" inúmeras áreas de políticas públicas essenciais, como educação, saúde e habitação popular, relegadas ao "quinto plano".
Tenho dito: Esses "caras" nunca ouviram falar em um trinômio básico da administração: Planejamento, investimento e
gestão. Depois ainda veem com este papo de "redução de despesas".
Haja saco e ouvido !!


* O julgamento da prestação de contas do ex-prefeito Marcos Mendes pela Câmara de Vereadores promete neste ano pré-eleitoral "ouriçar" o momento político da cidade. Surgem notícias e denúncias de "intensas movimentações" nos bastidores. Pode também ser um fato revelador sobre a verdadeira relação entre o ex-prefeito e o atual, grandes aliados de outrora e que agora se dizem adversários. Alair Correa domina e controla amplamente a Câmara, com o filho Marcelo Correa na presidência.

* As contas vem com parecer desfavorável do TCE, "órgão técnico" auxiliar do legislativo para estas questões. A gestão de Marcos Mendes foi marcada por inúmeras ilegalidades e desvios de dinheiro público como atesta os vários processos que o ex-prefeito responde e outros que ainda vai responder. Marquinhos precisa dos votos de 2/3 dos vereadores para a aprovação, caso contrário ficará inelegível para 2016. A maioria dos vereadores está na base de Alair e ninguém "tem peito" de contrariar sua vontade.

* Vamos acompanhar atentamente o desenrolar deste "imbroglio político" porque "muita sujeira" pode vir a tona neste momento. Tem uma situação muito grave para acontecer, mas não posso revelar agora. Infelizmente, nada mais normal em se tratando dos últimos acontecimentos políticos da cidade.


* Não sou favorável a cobrança de estacionamento. Acho que o espaço público deve ser regulado e aberto a todos, entretanto, se há destinação legal para a cobrança e os valores não são abusivos pode caber no contexto da gestão para de alguma forma disciplinar esta área. A Lei Orgânica do Município determina que em caso de cobrança os valores arrecadados sejam destinados a uma ou mais instituições filantrópicas que tenham reconhecido serviços prestados a população.

* Não era o caso do "nebuloso acerto" do governo anterior de Marcos Mendes com uma empresa privada ligada a bicheiros e políticos e parece que também não é o caso da cobrança atual, que segundo primeira informação, o caixa da prefeitura será o destino dos valores arrecadados.
Como fica isso?
Quanto foi arrecadado até agora ?
Qual vai ser a destinação destes recursos?
Qual o posicionamento da Câmara de Vereadores?
Quem vai fiscalizar esta arrecadação?
São perguntas ainda não respondidas!!!

* Nunca é demais lembrar: TRANSPARÊNCIA COM AS CONTAS PÚBLICAS NUNCA FOI O FORTE "DESTES CARAS" !!


* Por falar em necessidade de transparência, aí vai uma boa dica para você que quer estar a par dos repasses de recursos federais que são destinados ao seu município.
Entre no site da CGU - Controladoria Geral da União, se cadastre e receba as informações do seu interesse.
Lembrem-se, o dinheiro é nosso e não "deles", logo, é importante também fazermos nossa própria fiscalização.
Aqui em Cabo Frio, como já vimos em várias ocasiões, se esperarmos pela nossa "ativa e participante" Câmara de Vereadores e seu trabalho fiscalizador estamos na M...... !!


* É CHOCANTE !!
Riqueza de 1% deve ultrapassar a dos outros 99% no mundo até 2016, diz ONG.

Daqui a um ano, o aumento da desigualdade fará com que 1% das pessoas mais ricas tenha maior riqueza do que os outros 7 bilhões de habitantes do planeta. É a previsão da organização não governamental, Oxfam International em seu relatório, “Wealth: Having it All and Wanting More” [“Riqueza: ter tudo e querer mais”, em tradução livre].
A crise tem aumentado nos últimos anos a fenda da desigualdade, enriquecendo os mais ricos, com destaque para os setores farmacêutico, financeiro e de seguros, em uma concentração da riqueza sem precedentes na história humana.
70 milhões de pessoas formam esse 1% de elite mais rica do mundo, cujo acúmulo de riquezas não deixa de crescer face ao empobrecimento da maioria. Concretamente, 50% da riqueza do planeta estará em breve em mãos desse grupo de grandes capitalistas.
A riqueza desse 1% da população subiu de 44% do total de recursos mundiais em 2009 para 48% no ano passado, segundo o grupo. Em 2016, esse patamar pode superar 50% se o ritmo atual de crescimento for mantido.
O relatório, divulgado às vésperas da edição de 2015 do Fórum Econômico Mundial de Davos, sustenta que a "explosão da desigualdade" está dificultando a luta contra a pobreza global.
"A escala da desigualdade global é chocante", disse a diretora executiva da Oxfam Internacional, Winnie Byanyima.
Apesar de o assunto ser tratado de forma cada vez mais frequente na agenda mundial, a lacuna entre os mais ricos e o resto da população continua crescendo a ritmo acelerado.
Leia O texto completo no Diário Liberdade: http://bit.ly/1EiMYk2

* O que tem de "capitalista sem capital" que acha que tudo isso está certo não está no "gibi" !!


* Continuidade aqui no blog da "Sessão Desabafo" !!
Será sempre um post de desabafo sobre qualquer assunto publicado pelos internautas através das redes sociais. Nesta oportunidade, um post do professor de história Rogério Carvalho:

"É desse modo, olhando ao redor, que fico me perguntando onde, em qual ponto ou instituição social poderíamos romper esta corrente cultural viciosa que insiste em perverter as virtudes. Essa concepção de sucesso que se alastra pela sociedade como um câncer a consumir a justiça.
Nessa nova (porém manjada) maneira de pensar o mundo, premia-se o vagabundo, remunera-se (muito) bem o incompetente, elogia-se a mediocridade, admite-se o prejuízo de muitos para o bem-estar de alguns. É desse modo que o trabalhador é otário, que quem sonha é louco e que quem pensa é perigoso. É desse modo, que a ascensão social do energúmeno é altamente justificável, que as aberrações políticas se disseminam feito uma praga e que os que acreditam se calam e se escondem; capitulam e se envergonham. Envergonham-se, dolorosamente, pelo simples, porém essencial, ato de acreditar.
É desse modo."


* Continuidade também do espaço destinado a aqueles que acreditam no socialismo: "UMA PITADA DE MARX".
Sempre buscando uma forma resumida de explicar sua teoria, lembrando sempre aos "apressados" que devem considerar o "homem no seu tempo" !!
Karl Marx nasceu em 5 de Maio de 1818 em Trier, (Prússia renana). O pai, advogado, israelita, converteu-se em 1824 ao protestantismo. A família, abastada e culta, não era revolucionária. Depois de ter terminado os seus estudos no liceu de Trier, Marx entrou na Universidade de Bona e depois na de Berlim; aí estudou direito e, sobretudo história e filosofia. Em 1841 terminava o curso defendendo uma tese de doutoramento sobre a filosofia de Epicuro. Eram, então, as concepções de Marx as de um idealista hegeliano. Em Berlim, aderiu ao círculo dos “hegelianos de esquerda”(Bruno Bauer e outros) que procuravam tirar da filosofia de Hegel conclusões ateias e revolucionárias. Marx desenvolveu numa série de trabalhos históricos a sua teoria materialista, dedicando-se, sobretudo ao estudo da economia política. Revolucionou esta ciência, nas suas obras Contribuição para a Crítica da Economia Política (1859) e O Capital (1867). Em 14 de Março de 1883, Marx adormecia pacificamente, na sua poltrona, para o último sono.

A LUTA DE CLASSES

Toda a gente sabe que em qualquer sociedade as aspirações de uns contrariam as de outros, que a vida social está cheia de contradições, que a história nos mostra a luta entre povos e sociedades, assim como no seu próprio seio, ela nos mostra uma sucessão de períodos de revolução e de reação, de paz e de guerra, de estagnação e de progresso rápido ou de decadência. O marxismo deu o fio condutor que neste labirinto, neste caos aparente, permite descobrir a existência de leis: a teoria da luta de classes. Só o estudo do conjunto das aspirações de todos os membros de uma sociedade ou de um grupo de sociedades permite definir com uma precisão científica o resultado destas aspirações. Ora, as aspirações contraditórias nascem da diferença de situação e de condições de vida das classes em que se divide qualquer sociedade. “A história de toda a sociedade até agora existente e a história de lutas de classes, afirma Marx no Manifesto Comunista. O homem livre e o escravo, o patrício e o plebeu, o barão feudal e o servo, o mestre de uma corporação e o oficial, em suma, opressores e oprimidos, estiveram em constante antagonismo entre si, travaram uma luta ininterrupta, umas vezes oculta, aberta outras, que acabou sempre com uma transformação revolucionária de toda a sociedade ou com o declínio comum das classes em conflito

A moderna sociedade burguesa saída do declínio da sociedade feudal não acabou com os antagonismos de classe. Não fez mais do que colocar novas classes, novas condições de opressão, novos aspectos da luta no lugar dos anteriores. A nossa época, a época da burguesia, distingue-se por ter simplificado os antagonismos de classe. Toda a sociedade está a cindir-se cada vez mais em dois grandes campos hostis, em duas grandes classes em confronto direto: a burguesia e o proletariado.” Após a grande revolução francesa, a história da Europa revela com particular evidência o verdadeiro fundo dos acontecimentos, a luta de classes. Já na época da Restauração se vê aparecer em França um certo número de historiadores (Thierry, Guizot, Mignet, Thiers) que, sintetizando os acontecimentos não puderam deixar de reconhecer que a luta de classes é a chave para a compreensão de toda a história francesa. Ora, a época contemporânea, a época da vitória completa da burguesia, das instituições representativas, do sufrágio amplo (quando não universal), da imprensa diária barata e que chega às massas, a época das associações operárias e patronais poderosas e cada vez mais vastas, mostra com mais evidência ainda (embora, por vezes, sob uma forma unilateral, “pacifica”, “constitucional”) que a luta de classes é o motor dos acontecimentos.


* Mais tarde um artigo abordando a questão do envelhecimento no Brasil !!

2 comentários :

  1. Famílias entre aspas com "italiano fluente", não entendi. Ou entendi?

    ResponderExcluir