sábado, 9 de maio de 2015

NOTÍCIAS, OPINIÕES E FATOS




* Para quem pensa que a "escuridão" atinge apenas o orçamento e as práticas políticas em Cabo Frio neste "novo" velho governo Alair e no anterior de triste memória do ex-prefeito Marcos Mendes está muito enganado.

* A população de Tamoios não se cansa de denunciar a escuridão da Rodovia Amaral Peixoto, que cruza o distrito de ponta a ponta, na caída da noite. Insegurança, atropelamento de pessoas e animais e uma sucessão de acidentes com carros e motos são a regra. O governo estadual de Pezão, aliado de Jânio e Marquinhos (ambos Mendes), não toma nenhuma providência. A competência da rodovia é estadual, porém o prefeito Alair Correa, quando em campanha, prometeu uma solução para o fato e lá se vão dois anos e meio sem nenhuma providência.

* Até quando a população de Tamoios vai conviver com mais este descaso ?


* Em Cabo Frio a Saúde virou sinônimo de caos. Nunca foi uma "Brastemp", mas agora este governo se superou na má gestão e incompetência. Entra e sai de secretários, demissões equivocadas, deficiência na Programa de Saúde da Família, emergências com déficit de médicos, farmacêuticos, auxiliares de enfermagem, medicamentos e suprimentos básicos, campanha de vacinação adiada, combate a dengue precarizado, faltam veículos e equipos na saúde coletiva, fechamento do centro transfusional de sangue, contratos de prestação de serviços nebulosos e por aí vai, pois ficaríamos aqui escrevendo a página inteira.

* Teve um secretário, que continua no governo agora em outra pasta ( vai ver é um secretário polivalente), que proferiu a seguinte "pérola" numa entrevista na mídia local: "A saúde para o governo Alair é prioridade zero". Eu já vi a saúde ser a prioridade nº1 de alguns governos, mas zero..............
Diante disso não dá para dizer mais nada. Seria cômico se não fosse trágico !!


* O aumento da violência urbana tem sido tema constante nas conversas da cidade. A população, principalmente a da periferia, vive com medo. Todo dia tem assaltos, roubos e assassinatos em Cabo Frio. Tudo é fartamente noticiado na mídia local e nas mídias alternativas das redes sociais.É um tema complexo, multifatorial, mas não adianta Alair, Marquinhos e seus respectivos defensores tergiversarem sobre isso, tentando atribuir esta tragédia apenas a outros fatores, principalmente, a falta de contingente policial adequado à repressão e a migração de bandidos das UPP's cariocas, a uma crise moral da sociedade, além de outros aspectos.

* Quem mora na periferia e está sentindo mais de perto o medo e demais efeitos nefastos desta violência, sabe que foi abandonado por ambos os governantes nos últimos 20 anos. Produziram quase nada em políticas públicas nas mais diversas áreas e são
responsáveis por permitirem a cooptação para o tráfico de milhares de jovens que não tiveram oportunidades de escolherem outro caminho. Queimaram mais de 8 bilhões de reais nestes últimos anos e a periferia ficou "a míngua", recebendo apenas as migalhas destes recursos. Estimularam invasões e ocupações irregulares com motivos eleitoreiros sem dar o mínimo em infraestrutura a estes locais ou "novos bairros". Fizeram pracinhas e parquinhos. Na hora da eleição compraram votos e consciências e ainda negociaram com o próprio tráfico.

* Não adianta agora se esconderem atrás do discurso fácil. As "assinaturas" de ambos estão marcadas neste trágico momento que a cidade atravessa e que não tem solução no curto prazo.
O "Toque de Recolher" deveria ser para eles !!


* Desde 2008 temos alertado sobre dois pontos importantes na política local de Cabo Frio:
1 - O embuste da falsa polarização entre Alair Correa e Marcos Mendes.
2 - O servilismo e a falta de independência da Câmara dos Vereadores frente a ambos.

* É incrível como os fatos cotidianos comprovam estas situações. Eles estimulam esta falsa cisão que é "azeitada" pela mídia local. Seus cabos eleitorais pagos, assessores oficiais e oficiosos também colaboram através das participações nas redes sociais. Em público se mostram "ferrenhos adversários", mas nos bastidores se encontram constantemente e conversam sobre o "projeto de dominação política", que temos que reconhecer, foi muito bem engendrado para enganar a população, principalmente, as camadas mais pobres e mais desinformadas.

* De forma disfarçada, um sempre participa do governo do outro. Laranjas são usados para este fim, inclusive, sendo donos de empresas prestadoras de serviço. Os financiadores de campanha sempre deixam uma "torneirinha" aberta ao derrotado de momento.

* As acusações mútuas que ambos os grupos fazem na mídia e redes sociais para estimular esta polarização, por outro lado, deixam claro que as práticas políticas, a má gestão e os desvios de dinheiro público ocorrem com uma regularidade impressionante. A imensa lista de processos de ambos, das mais diversas origens, não deixam margem a dúvidas. Ambos os lados tem razão nas acusações.

* Ficam tentando estabelecer uma relação maniqueísta que um representa o "Bem" e o outro o "Mal". Nada mais chinfrim !!
Eles acreditam piamente que a maior parte da população não vai se importar. E de fato, isso tem acontecido. Esta parte da população considera estes fatores secundários e os reelegem para mandatos sucessivos. Alguns ainda costumam depois reclamar da corrupção na política como se não tivessem nenhuma responsabilidade neste processo.


* A forma de lidar com o poder legislativo também os aproximam de forma clara. Fazem a cooptação dos vereadores com distribuição de cargos, benesses e empreiteiras ( fato reconhecido por todos que acompanham o cotidiano da política na cidade)e mandam e desmandam nos destinos da tal "Casa do Povo". É óbvio que tudo isso conta com a cumplicidade dos vereadores. Transformam-se de uma hora para outra em "vereadores do prefeito" e não da população.

* Novamente, é bom lembrar, isso é endossado por grande parte da população através do voto. Nunca enfrentaram oposição na Câmara, exceto durante um curto espaço de tempo em que o ex-vereador Jânio Mendes fez oposição a Alair. Hoje, o deputado estadual Jânio Mendes perdeu a "embocadura" de opositor e está na base de apoio da dupla Cabral/Pezão que dispensa maiores comentários.

* Falta independência a Câmara e se nada mudar para 2016 o quadro vai se manter, independente de quem seja o vencedor do pleito.
Tenho dito: Informação e renovação são palavras chaves para 2016 !!


* As votações em projetos de lei da dupla de neoaliados, Jânio e Marquinhos, em suas atuações parlamentares tem sido "pra lamentar". Apenas os setores da população que acompanham o dia a dia na política tem observado. A grande massa de eleitores da cidade desconhece a atuação de ambos em votações que envolvam os direitos dos trabalhadores.

* Marquinhos(PMDB) votou contra o trabalhador 4 vezes apenas nestes dois últimos meses. Votou a favor da terceirização geral e irrestrita( nas duas votações), a favor da MP 664 que reduz direitos no seguro desemprego, a favor da não rotulagem dos transgênicos e a favor da manutenção da dupla função dos motoristas (dirigir e cobrar). Certamente vem muito mais por aí !

* Jânio Mendes(PDT) agora vice líder de Pezão na ALERJ, vota tudo que o "chefe" manda, inclusive mantendo o veto do governador em cima de projetos de sua autoria, como o recente caso do aumento dos serviços de radioterapia para a população. É muita submissão!
Votou a favor do veto do governador ao aumento do piso para os jornalistas. Foram derrotados no plenário, pois o veto do governador caiu. No governo Cabral, votou contra professores e bombeiros. Votou a favor da privatização da saúde e da criação das OS, o que dificulta a fiscalização dos recursos públicos ali investidos. Estas medidas não melhoraram em nada a saúde no Estado. Vai continuar votando o que Pezão mandar, mesmo que seja contra os trabalhadores !

* Estamos de olho neles !!


* O Sepe Lagos e o conjunto de sindicatos dos funcionários públicos de Cabo Frio marcaram paralisação de advertência de 24 horas. O ato será no próximo dia 11 de maio, as 14 horas, com concentração em frente a Prefeitura. As 17 horas, uma assembleia geral discutirá os rumos do movimento unificado. Na pauta o reajuste salarial e outros pontos.

* Todo apoio a luta dos funcionários públicos de nossa cidade. Não há vitória sem luta !!


* Vivemos dias difíceis, tempos de análises generalizantes, tempos de conformismos e de opiniões que pregam que não adianta enfrentar o “sistema” porque ele é forte demais e está enraizado na sociedade. Análises que dizem que não adianta abrir as “porteiras” porque o gado e as ovelhas não querem sair. Gente que afirma com uma certeza absoluta que quem se manifesta e luta é baderneiro e está lá porque recebe dinheiro de “subversivos”. Gente que diz que não adianta votar em gente séria e honesta que o tal "sistema" vai corromper ao ser eleito. Ou seja, gente que não acredita e que não deixa os outros acreditarem em nada !

* Quem está satisfeito com o quadro político deve manter os mesmos no poder, mas quem não está, tem que ter a coragem e a ousadia dos fortes para renovar, assumindo os riscos e as responsabilidades que o atual momento requer. Anular o voto ou se omitir nas críticas a este processo vai ajudar a manter este modelo que oprime os trabalhadores e os excluídos da sociedade. Precisamos ir a luta com as “armas e ferramentas” possíveis para o bom combate. O voto renovador e a mobilização popular são bons exemplos, apesar de uma conjuntura política desfavorável, onde o poder econômico domina e compra votos e consciências, reduzindo as possibilidades de avanços no campo político. Mas se “navegar é preciso”, lutar por mudanças também é fundamental. Já dizia Gramsci no século passado: “Pessimismo da razão, mas otimismo e prática da vontade”.

* Não podemos entregar o "jogo" e permitir que nos roubem a única coisa que resta: A esperança de dias melhores.
Os ventos da mudança estão soprando fortemente e assustando os poderosos. A forma de encarar o problema, conforme mostra o banner, é determinante na sua solução.
Lembre-se de Bertolt Brecht: "Nada deve parecer natural. Nada deve parecer impossível de mudar".
Só a luta muda a vida !!


* A assertiva de que o enfoque das mudanças em relação ao meio ambiente está nas pessoas está correta. As decisões são tomadas pelas pessoas, que podem ter sua consciência ambiental aumentada pelas novas informações, pelas possibilidades tecnológicas de diminuir impactos ambientais, pela maior aplicação dos conceitos de Educação Ambiental, etc.

* Porém, não podemos esquecer que as pessoas podem ser influenciadas pelo ambiente político e econômico na tomada de decisões, principalmente, em se tratando de governantes e CEO’s de grandes corporações, que muitas vezes tomam decisões contrárias à preservação ou conservação ambiental de forma negligente ou até mesmo proposital. O desenvolvimento sustentável precisa ser prática recorrente e presente nas políticas públicas governamentais e na atuação empresarial. Este é o grande desafio, conciliar os interesses econômicos com os ambientais.

* Não podemos esquecer também que neste mundo capitalista e neoliberal o lucro está acima da vida, e consequentemente, também das questões ambientais. É um equilíbrio ainda difícil nos dias de hoje. Cabe a nós, enquanto sociedade civil, as ONGs, os setores progressistas e conscientes da sociedade, fazermos a pressão necessária no sentido de avançarmos em todos estes processos. O planeta já demonstra sinais claros de esgotamento em várias áreas.

* Um outro modelo de desenvolvimento e consumo precisa ser pensado. Vivemos neste momento uma "coorporocracia". O ecocentrismo deveria dirigir este processo para o bem das sociedades futuras.
O planeta está pedindo socorro !!


* Continuidade aqui no blog da "Sessão Desabafo" !!
Será sempre um post de desabafo sobre qualquer assunto publicado pelos internautas através das redes sociais. Nesta oportunidade, um comentário postado na página do face do jornalista Milton Temer:

"A que ponto chega a cretinice parlamentar na liderança do desqualificado PPS. Rubem Bueno, o principal deputado do partido, elogia Paulo Roberto Costa, o ex-diretor, hoje delator "premiado" da Petrobras, "pelo serviço que está prestando ao País" por expor as entranhas da corrupção na empresa, e possibilitar a criminalização do Renato Duque. Não o faz pela Petrobras, mas pela possibilidade de generalizar a acusação de roubo e suborno na estatal ao conjunto do PT. Absolutamente abjeto, típico da política de um partido que traiu oportunisticamente sua origem de esquerda, para se transformar em linha auxiliar da direita reacionária e serviçal do grande capital."


* Continuidade também do espaço destinado a aqueles que acreditam no socialismo: "UMA PITADA DE MARX".
Sempre buscando uma forma resumida de explicar sua teoria, lembrando sempre aos "apressados" que devem considerar o "homem no seu tempo" !!

Karl Marx nasceu em 5 de Maio de 1818 em Trier, (Prússia renana). O pai, advogado israelita, converteu-se em 1824 ao protestantismo. A família, abastada e culta, não era revolucionária. Depois de ter terminado os seus estudos no liceu de Trier, Marx entrou na Universidade de Bona e depois na de Berlim, ali estudou direito, e sobretudo, história e filosofia. Em 1841 terminava o curso defendendo uma tese de doutoramento sobre a filosofia de Epicuro. Eram então as concepções de Marx, as de um idealista hegeliano. Em Berlim, aderiu ao círculo dos “hegelianos de esquerda”(Bruno Bauer e outros) que procuravam tirar da filosofia de Hegel conclusões ateias e revolucionárias. Marx desenvolveu numa série de trabalhos históricos a sua teoria materialista, dedicando-se sobretudo, ao estudo da economia política. Revolucionou esta ciência nas suas obras Contribuição para a Crítica da Economia Política (1859) e O Capital (1867). Em 14 de Março de 1883, Marx adormecia pacificamente na sua poltrona para o último sono.

MANIFESTO COMUNISTA
III - Literatura Socialista e Comunista
O SOCIALISMO CONSERVADOR OU BURGUÊS

Uma parte da burguesia procura remediar os males sociais com o fim de consolidar a sociedade burguesa.
Nessa categoria enfileiram-se os economistas, os filantropos, os humanitários, os que se ocupam em melhorar a sorte da classe operária, os organizadores de beneficências, os protetores dos animais, os fundadores das sociedades de temperança, enfim os reformadores de gabinete de toda categoria. Chegou-se até a elaborar esse socialismo burguês em sistemas completos.

Como exemplo, citemos a Filosofia da Miséria, de Proudhon.
Os socialistas burgueses querem as condições de vida da sociedade moderna sem as lutas e os perigos que dela decorrem fatalmente. Querem a sociedade atual, mas eliminando os elementos que a revolucionam e a dissolvem. Querem a burguesia sem o proletariado. Como é natural, a burguesia concebe o mundo em que domina como o melhor dos mundos possível. O socialismo burguês elabora em um sistema mais ou menos completo essa concepção consoladora. Quando convida o proletariado a realizar esses sistemas e entrar na nova Jerusalém, no fundo o que pretende é induzi-lo a manter-se na sociedade atual, desembaraçando-se, porém, do ódio que ele vota a essa sociedade.

Uma outra forma desse socialismo, menos sistemática, porém mais prática, procura fazer com que os operários se afastem de qualquer movimento revolucionário, demonstrando-lhes que não será tal ou qual mudança política, mas somente uma transformação das condições da vida material e das relações econômicas, que poderá ser proveitosa para eles. Notai que, por transformação das condições da vida material, esse socialismo não compreende em absoluto a abolição das relações burguesas de produção — o que só é possível por via revolucionária, — mas, apenas reformas administrativas realizadas sobre a base das próprias relações de produção burguesas e que, portanto, não afetam as relações entre o capital e o trabalho assalariado, servindo, no melhor dos casos, para diminuir os gastos da burguesia com seu domínio e simplificar o trabalho administrativo de seu Estado.

O socialismo burguês só atinge uma expressão adequada quando se torna uma simples figura de retórica.
Livre câmbio, no interesse da classe operária! Tarifas protetoras, no interesse da classe operária! Prisões celulares no interesse da classe operária! Eis sua última palavra, a única pronunciada seriamente pelo socialismo burguês.
Ele se resume nesta frase: Os burgueses são burgueses — no interesse da classe operária.


* HUMOR DA HORA !
Sempre uma "tirada" bem humorada e inteligente satirizando o cotidiano, a política e a sociedade.
Na continuidade, mais uma do genial José Simão:

"Adorei o nome da filha da Lady Kate: Charlotte Elisabeth Diana. Nome de funkeira!"


* Mais tarde um novo e polêmico artigo sobre o momento político nacional !!

6 comentários :

  1. Cabo Frio tá uma grande favela. Sem divisão de asfalto e morro.

    Cláudio Leitão essa votação da manutenção da dupla função motorista /cobrador é contra os motoristas? Ou a favor dos empresários de ônibus? Roda a roleta, colega!

    Mas falando de saúde, vale lembrar: que muitos qie estão nesse desgoverno do prefeito Alair " administra aulas " de saúde pública, para o " governo passado. Deram tantas "aulas ", que acabaram esquecendo.
    Aquela nave russa que estava desordenada no espaço, desintegrou e puft no mar, poderia se chamar: saúde pública de Cabo Frio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A dupla jornada sobrecarrega e explora o trabalho do motorista. É uma medida de economia das empresas para não contratar outro trabalhador. Não é de interesse da classe trabalhadora. O resto eu concordo.

      Excluir
  2. Até que enfim lembrou de Tamoios, não é Leitão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos publicado vários coisas sobre Tamoios. Talvez você não tenha tempo de ler o blog com frequência. Se você for morador de Tamoios e quiser mandar um boletim semanal de notícias, criaremos um quadro aqui. Valeu.

      Excluir
  3. Tá amarelando Leitão. O nome do secretário é Dirlei Pereira. De nomes aos bois com coragem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não precisava dizer, todo mundo já sabia, rsrsr.

      Excluir